Post Details

 

Neste artigo, vamos falar sobre as famílias das uvas e quais as características esperar dos vinhos feitos a partir de cada uma delas. Ficou curioso?

Chardonnay

 

Uva branca é pérola dos vinhos. A Chardonnay é considerada a rainha das uvas brancas e é considerada uma das mais populares do mundo. A Chardonnay é de orígem francesa, mas muito cultivada na Califórnia, Chile e Austrália.

Os vinhos derivados desta espécie são muito procurados, em virtude de  serem fáceis de agradar e harmonizar. Eles são encorpados e têm aromas frutados, que variam de frutas cítricas, como maçã e limão, até frutas mais maduras, como pêssego e abacaxi.

Sauvignon Blanc

Mais uma uva francesa. Atualmente, o seu maior destaque é na Nova Zelândia. O vinho é mais encorpado e complexo, com aromas de ervas, lima, aspargo e maçã verde. A bebida é muito aromática, fresca e com ótima acidez.

Pinot Noir

Desde a antiguidade, a uva Pinot Noir é cultivada na França. Produz vinhos elegantes e leves. Esta casta nos remete a notas de cerejas, cogumelos e frutas vermelhas maduras. Uma característica marcante, conhecida como “cheiro de bosque”, é o aroma de folhas úmidas e ervas tipo pós chuva.

Carmenère

É uma uva prima da Merlot e tem sua origem em Bordeaux, na França. Por conta de uma praga, que devastou as videiras na Europa, a uva encontrou no Chile o terroir (relação mais íntima entre o solo e o micro-clima particular, que concebe o nascimento de um tipo de uva) ideal para o desenvolvimento e foi por muitas vezes confundida com a Merlot. Os vinhos são encorpados, com taninos marcantes, muito aromáticos, com notas de frutas vermelhas e sabores apimentados e frutados.

Merlot

 

A Merlot também é uma uva francesa muito famosa por dar origem a vinhos que podem ser consumidos tanto jovens quanto envelhecidos. Quando as uvas são cultivadas em regiões mais quentes, a bebida é frutada e com menos taninos – como na América do Sul. Já em locais frios, apresenta maior quantidade deles. De maneira geral, são macios, com notas de morango, framboesa, ameixa, amora e groselha.

Syrah

A uva Syrah se adaptou muito bem na Austrália, Espanha e Argentina. Nos vinhos, os taninos se sobressaem dando mais personalidade. Uma característica marcante é o envelhecimento, que melhora substancialmente a bebida. As notas são de mirtilo, ameixas e amoras, além das especiarias e pimenta.

Touriga Nacional

 

Originária de Protugal é considerada uma de suas melhores espécies. Um tesouro nacional.

Típica de Portugal, a Touriga Nacional é uma uva tinta que produz alguns dos principais vinhos da ter

Neste pequeno território português existem 230 tipos de uvas e a grande maioria delas é natural de lá, ou seja, desenvolveram-se há centenas de anos nesse recanto especial da Península Ibérica.

Essas uvas, que são típicas de um local e de difícil adaptação em outros territórios, são conhecidas como “uvas autóctones” e uma das principais tintas portuguesas que se encaixam nessa categoria é a Touriga Nacional.

Os vinhos elaborados com essa casta passam por uma ampla variedade de estilos, desde vinhos deliciosos e minerais para o dia-a-dia, passando pelos leves e elegantes champagnes Blanc de Blancs, até os brancos ricos e cremosos envelhecidos em carvalho, com potencial de guarda.

Estes são os aromas e sabores mais comuns encontrados em vinhos feitos com essa uva, que tal tentar encontrá-los ao apreciar a próxima taça do seu Chardonnay favorito?

Malbec

A uva Malbec é mais uma que nasceu na França, mas é na Argentina que ela se encontra forte. Os vinhos argentinos feitos com essa casta são encorpados e concentrados, já os franceses são mais rústicos e firmes. De modo geral, a bebida é macia e muito aromática, com sabores e aromas de especiarias e flores. É muito consumida aqui no Brasil.

Tannat

Seleção francesa produzindo mais um ícone. Do sudoeste da França, a Tannat se adaptou muito bem em solos uruguaios, que se tornaram os maiores produtores da uva Tannat do mundo. Os vinhos são mais encorpados e com bastante taninos, precisando de envelhecimento para se tornarem mais suaves. As notas aromáticas são de frutas negras maduras, couro e especiarias.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Open chat
Ola! Em que posso ajudar?